Campanha Eu Sou Gay mobiliza o twitter após assassinato de menina


A trend #eusougay liderou o twitter nessa terça feira ( 12/04/11 ), o motivo é mais um assassinato contra um homossexual, na verdade uma menina que namorava outra menina cuja família homofóbica não aceitava o namoro, confira o texto abaixo:

Sejamos Gays. Juntos.
abril 12, 2011

Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrada morta na pequena cidade de Tarumã, Goiás, no último dia 6. O fazendeiro Cláudio Roberto de Assis, 36 anos, e seus dois filhos, um de 17 e outro de 13 anos, estão detidos e são acusados do assassinato. Segundo o delegado, o crime é de homofobia. Adriele era namorada da filha do fazendeiro que nunca admitiu o relacionamento das duas. E ainda que essa suspeita não se prove verdade, é preciso dizer algo.

Eu conhecia Adriele Camacho de Almeida. E você conhecia também. Porque Adriele somos nós. Assim, com sua morte, morremos um pouco. A menina que aos 16 anos foi, segundo testemunhas, ameaçada de morte e assassinada por namorar uma outra menina, é aquela carta de amor que você teve vergonha de entregar, é o sorriso discreto que veio depois daquele olhar cruzado, é o telefonema que não queríamos desligar. É cada vez mais difícil acreditar, mas tudo indica que Adriele foi vítima de um crime de ódio porque, vulnerável como todos nós, estava amando.

Sem conseguir entender mais nada depois de uma semana de “Bolsonaros”, me perguntei o que era possível ser feito. O que, se Adriele e tantos outros já morreram? Sim, porque estamos falando de um país que acaba de registrar um aumento de mais de 30% em assassinatos de homossexuais, entre gays, lésbicas e travestis.

E me ocorreu que, nessa ideia de que também morremos um pouco quando os nossos se vão, todos, eu, você, pais, filhos e amigos podemos e devemos ser gays. Porque a afirmação de ser gay já deixou de ser uma questão de orientação sexual.

Ser gay é uma questão de posicionamento e atitude diante desse mundo tão miseravelmente cheio de raiva.

Ser gay é ter o seu direito negado. É ser interrompido. Quantos de nós não nos reconhecemos assim?

Quero então compartilhar essa ideia com todos.

Sejamos gays.

Independente de idade, sexo, cor, religião e, sobretudo, independente de orientação sexual, é hora de passar a seguinte mensagem pra fora da janela: #EUSOUGAY

Para que sejamos vistos e ouvidos é simples:

1) Basta que cada um de vocês, sozinhos ou acompanhados da família, namorado, namorada, marido, mulher, amigo, amiga, presidente, presidenta, tirem uma foto com um cartaz, folha, post-it, o que for mais conveniente, com a seguinte mensagem estampada: #EUSOUGAY

2) Enviar essa foto para o mail projetoeusougay@gmail.com

3) E só :-)

Todas essas imagens serão usadas em uma vídeo-montagem será divulgada pelo You Tube e, se tudo der certo, por festivais, fóruns, palestras, mesas-redondas e no monitor de várias pessoas que tomam a todos nós que amamos por seres invisíveis.

A edição desse vídeo será feita pelo Daniel Ribeiro, diretor de curtas que, além de lindos de morrer, são super premiados: Café com Leite e Eu Não Quero Voltar Sozinho.

Quanto à minha pessoa, me chamo Carol Almeida, sou jornalista e espero por um mundo melhor, sempre.

As fotos podem ser enviadas até o dia 1º de maio.

Como diria uma canção de ninar da banda Belle & Sebastian: ”Faça algo bonito enquanto você pode. Não adormeça.” Não vamos adormecer. Vamos acordar. Acordar Adriele.

— Convido a todos os blogueiros de plantão a dar um Ctrl C + Ctrl V neste texto e saírem replicando essa iniciativa —


Fonte: Projeto Eu Sou Gay.


Essa triste história me lembra o filme "Meninos não choram"

10 comentários:

Anônimo disse...

Só corrigindo ai.. o nome da cidade é Itarumã. Porém as meninas nao sao de lá.. Elas sao Cassilandia - MS
E foram pra Itarumã para evitar que elas se encontrarem, e o pai da menina ainda disse que se a outra fosse atras da filha dele ele mataria a menina..

ANDRÉ disse...

MAIS UMA MODINHA, SER GAY TUDO TEM QUE SER DO JEITO Q VCS QUEREM SENÃO FAZEM PROTESTO!

2012 TA AI GAYS POR TODA PARTE E UMA PRESIDENTA SAPATÃO É BRINCADEIRA.

Anônimo disse...

isso sejam bixas unidas e engatadas umas nas otras!

camila disse...

ótimo post. O mundo precisa de gente assim como você

Bernando Drummond disse...

Eu não sou gay, mas sempre admirei a atitude do pessoal, dos que lutam pelos seus direitos.
Tenho amigos que são gay assumidos e, posso afirmar com toda certeza, de que eles merecem tudo de bom pelo sofrimento que lhe é imposto por essa sociedade racista e mediocre, que acredita que é uma espécie de doença ou algo do tipo. Onde estão as pessoas maduras de nossa sociedade, capaz de abrir os olhos para o que está diante de nós e muitos ignoram?
Sinceramente, eu queria ter essa resposta.
Eu e minha namorada vamos aderir a campanha sim, lutar pelos direitos daqueles que temos perto de nós.
Se todos pensassem da mesma forma, o mundo seria bem mais simples de se conviver, de se relacionar.
Infelizmente, os cidadãos preferem da maneira mais dificil.
Não desistam, lutem pela verdade e pelo respeito, tenho certeza de que um dia irão conseguir (:

Anônimo disse...

Você está de parabéns. E não ligue para os comentários sem-noção desse povo. Eles não devem nem saber o que é civilização, e o qi deve ser abaixo de 20 =)

jhOnni disse...

Blá Blá Blá... só bixas loucas são discriminadas pela grande maioria... agora aqueles gays que agem como pessoas normais n tem que ficar arrumando esses blá blá blás ai, por que agem como pessoas normais então podem conseguir tudo igual as outras pessoas... parem de chorar!!! ¬¬' eu sinto que ser hetero hoje não é mais normal... as pessoas tem que serem gays ou bissexuais.
Sou homem e hetero estou pouco me fudendo com o que vcs fazem com suas bundas, respeito a todos só acho errado vcs quererem mandar no "PAU DA GENTE" ¬¬'
Vivam suas vidas como pessoas normais que o resto das pessoas vão respeitar vcs, agora quando vcs querem causar ai vcs perdem o direito de serem respeitados!

Anônimo disse...

Haters gonna hate! =/

Anônimo disse...

eu vou participar, e o andré vai tomar no cu!

beijos ;*

Anônimo disse...

Acho q oq realmente virou modinha foi a homofobia ¬¬

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin