Estado de São Paulo ganha escola para jovens Gays


Eu sou contra só por um motivo: segregar não é o caminho! Gays, lésbicas e afins tem que conviver com heterossexuais para mostrarem que são normais tal como eles, que a diferença é apenas na sexualidade, nada mais. A ideia é bacana mas não ajuda na luta contra o preconceito.


G Online - O Governo do Estado de São Paulo e o Grupo E-jovem de Adolescentes Gays, Lésbicas e Aliados assinaram um convênio na semana passada que prevê a criação da primeira escola para jovens homossexuais do pais, a Escola Jovem LGBT.

De acordo com Deco Ribeiro, do Grupo E-jovem e futuro diretor da escola, cursos serão abertos a jovens homossexuais, heterossexuais e bissexuais já a partir de 2010. “A escola é um Ponto de Cultura. O fato de os cursos serem abertos a todos e não só a jovens gays é parte da nossa estratégia de combate à homofobia. Preconceito é ignorância. Para vencer isso, precisamos levar nossa arte, nossa expressão e nosso discurso a quem não nos conhece. Se a valorização da cultura negra é estratégia do movimento negro, assim como de vários povos e regiões, por que não valorizar a cultura LGBT?” , indaga Deco Ribeiro.

A escola terá sede em Campinas e deve atender a população da cidade assim como das regiões de Sorocaba, Grande São Paulo e da Baixada Santista. Segundo os organizadores, os alunos poderão fazer aulas de criação de zines e revistas, criação literária, dança, música, TV, cinema, teatro e até de performance drag. E o material produzido ao longo dos cursos, como CDs e DVDs, livros e revistas, devem ser posteriormente distribuídos gratuitamente.

O projeto Escola Jovem LGBT, selecionado por meio de concurso público, será financiado por convênio entre o Governo do Estado de São Paulo e o Ministério da Cultura que visa apoiar entidades que desenvolvem papel na comunidade nas áreas de fomento, difusão, produção e formação cultural.

As aulas devem começar em março de 2010 e tanto as matrículas quanto as inscrições para bolsas de estudo já estão abertas. Interessados devem entrar em contato através do e-mail escola@e-jovem.com ou pelo tel.: (19) 3307-3764.


Fonte: G Online.



1 comentários:

Milk::. disse...

aa acho q eles foram infelizes na colocação do nome de Escola, mas eu diria q isso n é escola,comum é um curso, tipo escola de balet e ACBEU, n é uma segregação, de maneira nenhuma, até pq ficará aberto para heteros q quiserem fazer os cursos, resta saber SE eles vão querer se misturar. Acho um grande passo pras pessoas reconhecerem que essa cultura existe e n é nenhuma atrossidade.

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin