Mercedes sai da McLaren e compra a Brawn


E o Rubinho trocou a Brawn pela Williams? Logo agora que a Brawn vai ser mesmo uma equipe de ponta tendo uma das maiores montadoras do mundo por trás? É Rubinho, você não vai ser campeão da Fórmula 1, sinto muito.

Tazio - Em coletiva de imprensa realizada no início da tarde desta segunda-feira, em Frankfurt, na Alemanha, a Mercedes anunciou a compra da Brawn GP e a saída da McLaren.

Conforme foi especulado pela imprensa internacional, a fábrica confirmou a mudança de nome da escuderia para Mercedes GP Team, o que marca o retorno definitivo das "Flechas de Prata", que correram as temporadas de 1954 e 1955.

A notícia foi anunciada pelo presidente da Daimler, empresa que controla a marca Mercedes-Benz, Dieter Zetsche. A montadora comprou 75,1% das ações de Ross Brawn, e fornecerá motores para a McLaren até a temporada de 2015, quando deixará de vez os ingleses _o Grupo McLaren terá até esta data para comprar de volta as ações.

"A Mercedes vai competir na F-1 a partir do próximo ano com sua própria equipe de fábrica. Isso será possível com a aquisição de 75,1% da Brawn GP _45,1% deles pela Daimler", disse Zetsche.

"O resto continuará com seus atuais acionistas: Ross Brawn, Nick Fry e outros membros. Os interesses da Daimler são uma equipe verdadeira da Mercedes. Brawn permanecerá como chefe de equipe", completou o dirigente.

Curiosamente, a escuderia de Ross Brawn era Honda até o ano passado e venceu os dois campeonatos em questão na atual temporada, após quase ficar de fora, com motores fornecidos pela Mercedes. Assim como a mudança do nome, os pilotos da equipe também devem ser trocados.

Atual campeão, Jenson Button deve seguir para a McLaren, para correr ao lado de Lewis Hamilton, enquanto a nova Mercedes pode ter uma dupla toda alemã: Nico Rosberg, que deixou a Williams após quatro temporadas, e Nick Heidfeld, desempregado com a retirada da BMW.

Brawn se despede colocando nome na história

Por ter corrido uma única temporada na F-1, a Brawn se tornou um caso raro de equipe que teve 100% de aproveitamento na categoria.

No único ano em que disputou o campeonato, o time de Ross Brawn venceu o título de pilotos [com Jenson Button] e equipes, feito repetido apenas pela Mercedes, que comprou o time, no ano de 1954.

Isso sem contar que, em sua primeira corrida, no GP da Austrália, em Melbourne o time fez pole e dobradinha, com Button à frente de Rubens Barrichello _isso depois de quase ficar sem competir, com a saída da antiga proprietária, a Honda.

Fonte: Tazio.



0 comentários:

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin