Indústria da música quer cobrar por amostra de 30 segundos


Sabe aquela amostra de 30 segundos que tem no iTunes para você escutar e, se gostar, comprar a música? Pois é, a indústria da música quer cobrar por ela.

"Music royalty groups ASCAP and BMI are harassing online music stores such as iTunes to pay performance fees not only for the songs that they sell, but for the short clips that they use as previews. You know, the things that entice people to pay for music. They want to be paid for advertisements for their product." - Gizmodo.

São uns animais! Reparem no Youtube, tem empresa que não tem nenhum artista no site e deleta todos os vídeos referentes aos seus artistas, um bom exemplo é a Madonna, cuja a gravadora é a Warner. A maioria das gravadoras desativam o código embed, sem eles os blogs não podem divulgar os vídeos oficiais dos artistas, ou seja, os blogs não podem fazer propaganda GRATUITA para os artistas deles!!! Se o vídeo clip oficial tem a intenção de divulgar, qual o problema de um blog divulgar o clip? Uma coisa é divulgar, outra é deixar link para download.

Eles tiveram a chance de comprar o Napster antes que a cultura do download se propagasse, hoje a maioria das pessoas fazem download porquê se acostumaram a isso, não por falta de dinheiro. Mas eles preferiram brigar com o Napster e o resultado disso nós conhecemos, o Napster fechou mas a cultura do download continua firme e forte.

Além disso eles ainda não adaptaram ao MP3, não criaram um formato capaz de oferecer áudio de alta qualidade, preço acessível e que impossibilitasse a pirataria. Portanto, continuam apostando no obsoleto CD, além de tentar tirar uma grana dos artistas pegando percentagens do lucro deles em cada show que eles fazem.

É isso ai indústria da música, se tem uma área do capitalismo em que está cheio de gente incompetente no comando, é essa!


0 comentários:

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin