França pode criar lei anti-Photoshop


Se a moda pega, muita revista nacional teria que reconhecer o uso da ferramenta, embora esteja evidente em muitos casos. Parece absurdo, mas colocar um aviso que a imagem foi alterada faz até um certo sentido, uma vez que, influenciados por padrões de beleza digitalmente modificados, as pessoas poderiam tentar, em vão, atingir esse nível estético.

Quem aqui já marcou encontro com uma pessoa maravilhosa por foto e, na realidade, embora essa pessoa seja a mesma da foto, era algo completamente diferente? Já vi pessoas que mudam até de cor.

Será que tiraria a "magia" das revistas de mulher pelada?

***

Info Plantão – Uma deputada francesa apresentou ao parlamento de seu país um projeto que pode obrigar jornais, revistas e sites a identificar imagens modificadas no Photoshop.

O texto preparado por Valerie Boyer prevê que todas agências de publicidade e editores de conteúdo na França coloquem um aviso no rodapé de anúncios com palavras como “Esta imagem foi modificada digitalmente e pode não corresponder à realidade”.

O argumento de Boyer é que a popularização dos editores de imagens como o Photoshop, da Adobe, está criando referências de beleza e estética que não são atingíveis no mundo real. Assim, homens e mulheres franceses perseguiriam ideais estéticos obtidos por alteração no computador e não baseados em pessoas de verdade.

Fonte: Info Plantão.


3 comentários:

Priscila disse...

Se a moda pega...A publicidade vai a falência...

Skyler disse...

"Se a moda pega...A publicidade vai a falência..."[2]
Sem duvidas.

Roberto Peçanha disse...

Se essa moda pega ... as playboy serão broxantes!

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin