Richarlyson, um dia o Brasil te pedirá perdão.


Ele foi perseguido depois que veio o boato sobre a sua sexualidade. Chegou a processar quem afirmou sobre isso publicamente e o juiz do caso, pasmem, afirmou que futebol era um esporte "víril" e que não era lugar para homossexuais.

Um juiz que deveria dar o exemplo fez o que muito torcedor babaca de torcida organizada faz, achincalhou um homem honesto por causa de algo que diz respeito apenas a privacidade da pessoa em questão. Esse juiz é o exemplo de um Brasil arcaico, de pessoas preconceituosas, de mentalidade pequena e retrograda; esse mal que deveria ser lavado do nosso país para que possamos, algum dia, respeitar os direitos humanos em sua plenitude.

E é do Blog do Joca, um garoto de 13 anos, que veio as mais sábias palavras sobre o homem e jogador Richarlyson.

Blog do Joca - Ontem eu estava reclamando com meu pai da escola, dizendo que ela enchia o meu saco, que me sentia deprimindo com a "má fase" dos últimos tempos. Na lata, antes de desligar o telefone, ele me respondeu: "Tá triste? Pensa no Richarlyson." Em um ato incomum nos últimos tempos, obedeci-o. E senti dificuldades em dormir. Porque fiquei pensando. E por bastante tempo. Confesso que caiu uma lágrima quando eu me lembrei do jogo entre São Paulo x Goiás, no ano passado, quando na comemoração pelo título, ao invés de gritarem o nome de Ricky (como gritaram o de seus 23 companheiros), entoaram um imbecil "Bicha! Bicha!"
Imagino como deve ser para ele ver a torcida Independente (depois falo dessas antas) gritando o nome do Sérgio Motta (com todo o respeito) e não o dele. Um cara que deu a vida pelo São Paulo em 2006, 2007 e 2008. Que para mim, mais que Thiago Neves e que Hernanes, foi o melhor jogador do Brasileiro em 2007.
O cara é xingado no Domingo, e treina na Segunda. Dando o máximo de si. É o mais simpático possível com os companheiros. Não deixou de me cumprimentar em todas as vezes em que visitei o CCT do São Paulo. Antes de eu ir lhe pedir autógrafo. Mais gente fina impossível. Humilde.
Não sei se os atos que ele faz são homossexuais. Não quero saber, afinal saber para que? Se eu descobrir que ele é um homo que pega 20 na parada gay, ou que ele é o cara mais macho do mundo, vou continuar tratando ele da mesma forma. Por tudo o que ele passou, pelo que ele passa, e pelo que ele passará.
Eu não sei se ele é gay, mas tenho guardada e enquadrada um trecho de uma entrevista de Muricy Ramalho para a revista Trivela em Dezembro de 2006:
"Os caras adoram ele aqui dentro. Ele é alegre pra cacete, está toda hora pronto para tudo, nunca reclama de nada, é sempre um dos primeiros a chegar. É determinado e responsável: faz faculdade à noite, quando tem concentração eu libero ele para ir na aula. Ele sabe muito bem o que quer, por isso saiu desta situação. E ele brigou com coisa feia. Eu sei com o que ele brigou, e foi fodido. A palavra é essa. Foi um puta homem. Por isso é que ele superou essa situação"
Concordo com tudo o que Muricy disse. Os imbecis da Independente não tem mente para isso, mas espero que vocês tenham.

Fonte: Blog do Joca.

Ser homem é viver honestamente. Muitos gays são mais homens do que boa parte dos heterossexuais. Pegar mulher não forma caráter de ninguém. Caráter é um conjunto de atitudes boas e honestas.

Parabéns Richarlyson, um dia o Brasil vai reconhecer o seu talento independentemente da sua sexualidade, seja você heterossexual ou homossexual, e nesse dia o país te pedirá perdão, pena que você não estará vivo para ver isso.




2 comentários:

Daniel Mendonça, disse...

Palmas!!

É o que pode ser dito...

Palmas para o Joca! Tão novo e tão 'adulto'! Maravilhoso!

Magus Diablo disse...

Caralho, mas que PUTA PWNED em TODO MUNDO que fala mau do cara!

Não gostaria de fazer parte da massa burra da Independente agora KLJSDHGKLJDH

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin