Começam as buscas por Airbus da Air France que caiu próximo ao Brasil.


E a imprensa já começou a falar asneira. O Jornal da mídia falou que era um Airbus A300 - "a hipótese "mais provável" para a queda do Airbus A300 da Air France no Oceano Atlântico é que a aeronave tenha sido atingida por um raio, segundo informou à imprensa François Brousse, diretor de Comunicação da empresa. Ele explicou que a aeronave mandou mensagem automática às 23h14 de domingo avisando sobre uma pane elétrica."

Enquanto na verdade é um A330-203 - lembrando que os Airbus A300 estão praticamente aposentados e fora de produção, hoje fazem voos apenas para empresas cargueiras. Será que esses jornalistas poderiam ao menos pesquisar antes de escrever? Também já tem jornais aventando a possibilidade do avião ter sido derrubado por um raio - devemos lembrar a ele que o avião é projetado de maneira que um raio atravesse a fuselagem sem danificar a aeronave - outros jornalistas aventureiros informam que também poderia ser turbulência - se fosse assim não teria NENHUM avião voando, todos já teriam caido. Jornalistas vamos, em respeito as vitimas e seus parentes, pesquisar antes de jogar notícia em jornais e portais?

Como eu não sou um jornalista, consegui uma foto EXATA do avião que está desaparecido. É esse ao lado. Lembrando que no Brasil a TAM também opera esse modelo.

Abaixo uma notícia do Portal G1 informando que as buscas já foram iniciadas:

A aeronáutica já começou as buscas pelo Airbus 330-200 da Air France que desapareceu dos monitores dos radares nesta segunda-feira (1) sobre o Oceano Atlântico.



O voo AF 447, que levava 216 passageiros e 15 tripulantes, segundo a empresa deveria ter pousado às 6h10 (horário de Brasília) no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.



Segundo o assessor de imprensa da Aeronáutica, coronel Henry Munhoz, as buscas foram iniciadas ao nascer do sol. “Aeronaves da Força Aérea Brasileira, a partir de Fernando de Noronha, no sentido de Paris, buscam a aeronave desaparecida”, disse Munhoz.


Segundo o coronel, o avião não foi detectado nos radares da Ilha do Sal, que fica no meio do caminho entre Brasil e Europa. “Em consequência disso, a Força Aérea Brasileira foi acionada durante a madrugada para que as buscas fossem iniciadas com o nascer do sol.”



O assessor da Aeronáutica explica que o departamento de controle do espaço aéreo tem uma cobertura que corresponde a três vezes a dimensão do Brasil. Boa parte do Oceano Atlântico está sob a responsabilidade do país, de acordo com tratados internacionais. Portanto, as buscas estão a cargo do país.



A Air France confirmou à agência France Presse que "não tinha notícias" do voo. Parentes de passageiros estavam sendo encaminhados para uma área especial do aeroporto.



O ministro francês do Desenvolvimento, Jean-Louis Borloo, disse em entrevista à radio France Info que, infelizmente, deve-se esperar pelo "mais trágico cenário", uma vez que a reserva de combustível do avião já deve ter acabado. Ele também descartou a possibilidade de sequestro e disse que o mais provável é que tenha havido um acidente.



O presidente da França, Nicolas Sarkozy, pediu ao governo que "faça todo o possível" para encontrar pistas do avião, segundo comunicado emitido pelo Palácio do Eliseu. O governo montou uma "célula de crise" no aeroporto para acompanhar o caso.

0 comentários:

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin