Apresentando: Johnny Franco ( entrevista ).


Ele é filho do Moacyr Franco, comediante, músico e agora ator. Johnny Franco busca o seu caminho pela música e já chama atenção com a breve participação no programa Nada além da verdade e no Domingão do Faustão, tendo dois shows em sua carreira e várias músicas próprias! Confira a entrevista, escute as música, vale a pena conhecer esse novo artista.

Olá Johnny Franco. È um prazer ter a oportunidade de te entrevistar. Fale um pouco sobre você. Idade? O que gosta de fazer nas horas vagas?

Oi, Sasdelli, é um prazer falar com você também. Eu tenho 15 anos e nas horas vagas, que são poucas, costumo tocar violão e cantar.

Seu pai, Moacyr Franco, é uma inspiração para você? Ele te incentiva a seguir o caminho artístico?

Meu pai é o homem exemplo para mim, não só como homem mas como cantor, desde pequeno já gostava de um violão, mas nunca tive aula. Ter aula mesmo, só tive de teclado, quando eu já tinha sete anos.Então só por ser filho de cantor, já é um incentivo.

Como é ser filho de uma pessoa pública? No colégio, como é lhe dar com isso?

Sabe, eu sempre tive problemas em admitir quem era meu pai. Não que eu tivesse vergonha, pelo contrário, é que desde pequeno os amiguinhos já tiravam sarro. Mas hoje eu seria capaz de entrar com o selo na testa dizendo quem é meu pai. Por ele ser uma pessoa pública, isso facilita um pouco as coisas, porque abre mais oportunidades.

Você, sendo artista, pretende seguir os passos do seu pai ou prefere seguir um caminho diferente?

Olha, meu pai começou sua carreira com 22 anos, mas os tempos mudaram e eu penso que quanto mais cedo eu conseguir algo, melhor, por causa da competitividade de hoje. Mas cuidados tem de ser tomados por que fama hoje, não é mais como antigamente e o sucesso hoje é muito “vulgar”. Então pretendo sim seguir os passos dele, pois quero com 72 anos ser reconhecido como ele.

Como foi participar do Nada além da verdade?

Foi muito bom, tanto para minha carreira, tanto para o bolso (risos), afinal entrar com os bolsos vazios e sair com cem reais, é muito satisfatório. Mas voltando ao que interessa. A minha “carreira” antes daquele programa estava restrita aos meus amigos e familiares, e de uma hora para outra eu tive 700 acessos em um dia no Orkut, e consegui atingir um público maior no meu site.

Você ficou mais nervoso com as câmeras ou com a presença do Sílvio Santos?

Com a presença do Silvio Santos, claro. O homem é assustador (risos). Não mentira, o Silvio é muito simpático e tudo mais, e o nervosismo era de falar alguma coisa que não deveria em sua presença. Mas acho que ocorreu tudo bem e não deixei mágoas.

Por muito pouco o seu pai não leva 100 mil reais, se tivesse mantido a resposta talvez levaria, como foi ter essa sensação?

Foi muito irritante, me deixou muito aflito, pois com uma resposta NÃO ele faturava, e o pior é que eu estava dizendo não. Mas como a patroa disse SIM ele foi na dela e perdeu. Porém faz parte, foi muito legal no fim.

A repercussão depois do programa tem sido difícil de encarar? As mulheres ficam muito no pé?
(risos) A repercussão após o programa foi maravilhosa e me deixou muito bem, acho que eu me dou bem com esse negócio de ser famoso (risos). E mulher não é problema pra mim não, pelo contrário. (risos)

Pintar foi o seu primeiro contato com a arte? Continua pintando?


Faz muito tempo que eu pintei pela última vez, mas eu me lembro de ter levado alguns prêmios, além disso, as paredes da minha casa ganharam decorações. Mas não, eu já tocava teclado e desde os quatro anos já cantava com meu pai nos Shows dele.

O que a música representa para você?

A música para mim é o caminho da minha felicidade, e não só isso, mas também a forma de expressá-la. Todas as minhas musicas retratam de alguma forma o que se passa comigo, mas não tente me entender por elas, por que ainda tenho muito o que aprender, cantar e tocar.

Que estilo de música você gosta de escutar em casa? Pretende seguir esse estilo ou outro estilo musical?

Meu pai sempre me disse para ouvir todos os tipos de musica, para na hora de compor não ficar retido em um só, pois um artista completo canta todos os gêneros. Então eu decidi dividir os gêneros por local, então no I-Pod eu ouço Rock’n Roll Clássico e Jack Johnson, no banheiro ouço Keane e Musica Clássica, e em casa eu componho.

Das suas músicas, qual é a que você mais gosta e porquê?

Existem muitas músicas por aí falando de amor, isso tudo porque ninguém ainda conseguiu definir o que é. Então eu gosto das minhas musicas que falam sobre outras coisas, como uma que eu acabei de compor que fala sobre a perda de um amigo, que eu colocarei no site assim que terminada de gravar e se chama ”Away From Here”.

São todas composições suas? Você prefere fazer a letra ou a melodia primeiro?

Sim. Graças a Deus são todas minhas (risos). Eu não tenho um roteiro certo, mas normalmente a melodia vem primeiro, mas já com o assunto de que quero tratar.

Quais são as suas pretensões na carreira de músico?

Quero alcançar o sucesso de verdade, não apenas os 15 minutos de fama, nem 30, quero ter meu nome na cabeça de gerações.

Qual a sua opinião sobre a pirataria e o download ilegal de MP3?

Olha esse assunto é muito complicado, e eu acho que a solução é de alguma forma, trocar o CD, vender musicas, mas de outra forma, impossibilitando a pirataria, porém com algo que se venda. Uma solução pode ser a Internet.

Estando a indústria da música combalida, a Internet é o melhor meio para divulgação?

SIM. Com certeza, sim. Muita gente tem três canais de TV, a Globo, o SBT e a Record, mas tem também o computador. Para quem ainda não tem acesso a essas emissoras, como é o meu caso, a internet é a melhor opção sim. Mas se o indivíduo que estamos tratando já tem um acesso fácil a programas de TV, com certeza terá uma maior audiência.

Conte-nos como foi ter um vídeo seu exibido no Faustão.

Quando o vídeo passou, eu não estava assistindo, mas recebi a ligação no celular dizendo que eu havia aparecido, primeiramente, foi uma surpresa, pois quando mandei o vídeo não tinha esperança alguma em que ele passaria, mas logo após foi uma sensação de alívio, pois achei que finalmente eu havia dado um pulo na minha “carreira”, porém não consegui muito êxito em mandar meus vídeos pra lá. Continuo com esperança.


Apesar do pouco tempo de carreira, você já tem fãs e faz shows. Como é ter essa sensação de ser ídolo de alguém?


Como já disse hoje o sucesso é muito vulgar, por isso quem tem fãs tem que manter a cabeça no lugar, pois quando se consegue ser admirado por alguém, o orgulho já sobe na cabeça, portanto, eu tento mantê-la no lugar, mas é inevitável negar que eu as adoro! E os “shows” que faço na verdade são participações nos shows do meu pai.

Qual foi o seu primeiro show? Teve aquele frio na barriga?

Por enquanto só houve dois. O primeiro? Foi desesperador no ensaio, frio na barriga o tempo todo, mas na hora de cantar, quando ouvi o som da platéia do Teatro Coliseu em Santos lotado, a confiança foi lá em cima e graças a Deus foi muito bom.

Como é dar um show para você?

É como ganhar na Mega-sena (risos), apesar de nunca ter ganho, deve ser muito bom. Adoro ver o sorriso na cara da minha mãe e do meu pai.


Como você se definiria? Fale um pouco mais sobre o que você gosta de fazer além da música e da arte.

Eu sou um cara muito, muito extrovertido e sem noção. Além de engraçado e romântico também sou chato de vez em quando, ninguém é perfeito (risos). Sou um palmeirense apaixonado que ama a família, amigos e cachorros. Eu sou o Johnny.

Detesto esse tipo de pergunta, mas me matariam se eu não fizesse. Você está namorando? O que você procura em alguém? O que ela tem que ter para ser especial?

Sabe que eu gosto de responder? (risos) Não. “Tô solteiro!” por enquanto. Procuro em alguém? Amor. E pra ser especial? Tem que ser minha (risos).

Obrigado pela entrevista. Jhonny deixe um recado para os seus fãs e para as pessoas que ainda não conhecem o seu trabalho.

Moçada! Valeu por tudo até hoje! E pra quem não me conhece, acessem www.palcomp3.com.br/johnnyfranco e no youtube coloquem Johnny Franco, que vocês podem ouvir minhas músicas e tudo mais! Obrigado a você Lucas e até a próxima!







5 comentários:

James Almeida disse...

Para a gente ver que ele tem uma vida igual a da gente. :P

Abraço.

Roberto Peçanha disse...

Fiquei impressionado com segundo video, em meio de rostinhos "bonitos" surge Felipe Dylon... com todos seus encantos e ar de bom moço ...ai agora aparece vc .. alguem q realmente tem voz e talento .. acho que nem você tem noção do sucesso que voce possa a vim a ter ... existe alguem no brasil com sua idade, talento e carinha de bb?

é tudo isso que uma menina adolescente precisa, cara com violão .. charminho .. e bunitinho!

Bom som, é bem Jack Johnson mesmo .. e eu particularmente adoro ... é isso ai continue empenhando e aprimorando .. tem grandes chances de ser "o cara"... mas nda vem de mão beijada e pela entrevista deu para ver seu determinismo ... Parabéns e Sucesso!

nicka disse...

ele é o menino mais lindo e legal fofo que eu ja vi,ele é muito simpático,ta eu nunca falei pessoalmente mas ja vi videos e eu adoreeeiii ele <3 !!!!!!!!!

nicka disse...

eu achei ele lindo simpático legal e mtmt fofo!! ta nunca falei pessoalmente com ele,mas,ele é d+ !!!!!<33

Cecy disse...

Ele é mesmo muiito fofo, e ainda canta muito bem tá de parabéns João Vitor *-*, e ainda canta muito bem tá de parabéns João Vitor *-*

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin