Oasis no Rio de Janeiro.


Longe da pretensão de analisar um show pela TV, algo que considero irresponsável, colocarei aqui apenas algumas considerações.

A abertura da Cachorro Grande, fiquei sabendo, foi muito boa e surpreendeu a todos quando Samuel Rosa, do Skank, fez participação no show cantando com a banda alguns covers dos Beatles, bastante apropriado.

O show foi bem executado, conforme manda o figurino, não tendo maiores surpresas. A voz do Liam, que nessa turnê está bastante prejudicada, começou muito rouca no início mas melhorou a partir de Supersonic. O resto da banda esteve perfeito, como sempre, e destacaria o baterista Chris Sharrock bastante performático e enérgico.

Notável que na plateia tinha muitos fãs de Wonderwall mas poucos fãs de Oasis - embora a transmissão do Multishow tenha tirado o áudio do público que lotou o Citibank Hall-, além da chatice de ficar pedindo o clássico Live Forever, irritando o bom humor da banda que começou comunicativa com o público e depois se fechou. Ponto alto para as camisas do Manchester City, time do Robinho e dos irmãos Gallagher, e do Liam colocando uma bandeira do Brasil no rosto, emocionante.

Set list do show:



Vídeo do Youtube da música Morning Glory tocada no show de ontem:



0 comentários:

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin