Fantasmas no Twitter


Fiz o Twitter do meu blog, acho essa ferramenta muito inútil para te-la sem objetivo, como o meu é a divulgação do blog, é um mal necessário. Para quem quiser me seguir é só me adicionar lá, o link é: https://twitter.com/lemonblog

Sou seguido pelo verdadeiro Paulo Coelho, agora, ironicamente, o Marcelo Camelo também me adicionou, acho que é o verdadeiro e pelo que ele diz deve vir álbum novo por ai, mas creio que não seja dos Los Hermanos.

Marcelo Tas me mandou uma notícia sobre os fantasmas no Twitter, to chique né bem? Ainda mais depois de receber 478 visitas em um só dia e atingir a marca das 8.000 visitas, infelizmente poucos clicam nos anúncios, humpf :( Anyway, leiam a notícia abaixo.

**

Fantasmas no Twitter. Há uma semana, o técnico do Corinthians, Mano Menezes, e o Fantástico, da Globo, ultrapassaram o apresentador Marcelo Tas no ranking. Os dois, que ascenderam em duas semanas, têm 85 mil e 73 mil seguidores, respectivamente. O problema é que, em ambos, 60 mil dos seguidores seriam fakes (ou fantasmas).

A denúncia foi feita por Danilo Salles, do blog Twitter Central. Ele fez um mosaico das fotos dos seguidores dos dois. Conclusão: a maioria era padrão, indício de fake. Depois, analisou os nomes dos seguidores: sequências aleatórias criadas a partir de dicionários. “Com certeza, 60 mil desses seguidores são fantasmas”, disse.

Procurado pelo Link, Mano Menezes não quis falar sobre Twitter, só falaria sobre futebol. Já o Fantástico alegou que não tem nada a ver com fantasmas. “Denunciamos ao Twitter, mas não tivemos resposta”, diz o editor chefe Álvaro Pereira Jr.

Danilo, que denuncia os fantasmas, foi o responsável por outra polêmica: a dos códigos que seguem usuários automaticamente. Ele foi o criador. A tática era simples – ao seguir muita gente, parte te segue também. Usuários, do nada, apareceram com 20 mil seguidores, bagunçando o ranking.

A blogueira Rosana Hermann foi a primeira a usar. Em uma semana, seu número de seguidores pulou de 8 mil para 13 mil. “Muita gente nem falava português. Inflei o Twitter, mas as pessoas não acompanhavam os tweets”, disse, que assumiu publicamente o fato.

Para Marcelo Tas, essas táticas são como silicone. “Turbinam, mas depois deformam.” Para ele, está se falando para ninguém. “Os fakes não entendem português. As pessoas acham que web é como TV, quanto mais ibope, melhor. É diferente. Muitas pessoas podem até te seguir, mas não clicam no que linka.”

Por isso, para ele, o ranking perdeu o valor, valendo mais a quantidade de cliques nos links. “O Fantástico estar no topo é ótimo. Eles sempre apostaram na web. Mas o Mano Menezes faz promoções para distribuir camisas do Corinthians. E quando as camisas acabarem?”

De qualquer forma, Tas dá um conselho de ex-líder do ranking para os recém-chegados: “Caprichem nos tweets. Estou seguindo vocês.” Como diria no CQC, ele está de olho. R.M.

Fonte: Estadão.

3 comentários:

Joey disse...

Muito legal seu blog!

eu ainda nem tenho twitter,farei um em breve.

visite:
http://webfuel.blogspot.com/

James Almeida disse...

Há fakes em todos esses tipos de sites. É como que algo "obrigatório".
Eu não tenho Twitter, não acho muito interessante. Mas vai saber no futuro? :P

Abração! *-*

ingred disse...

O Marcelo Camelo não tem twitter, esse que te adicionou é fake.

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin