Crítica: O Aprendiz 6


Como já falei em outros posts, não assisto TV aberta, com raríssimas exceções e o programa O Aprendiz é uma delas. Apesar de ser um reality show, onde Roberto Justus, através de provas relacionadas à administração e publicidade, vai demitindo candidatos para contratar um único candidato no final, O Aprendiz consegue ser interessante, construtivo e informativo.

O Aprendiz sempre teve candidatos equilibrados, pessoas bem formadas e informadas, com larga experiência no mercado profissional, portanto era raro cenas de choro e de destempero, mas acontecia eventualmente. Já O Aprendiz Universitário, por ter pessoas mais jovens e, portanto, menos maduras e com menos "inteligência emocional", foi um festival de choro, não só de desespero, como protagonizou Carla Ruas na segunda eliminação, mas também de felicidade.

O que poderia estragar a formula acabou ajudando, mostrando um lado mais humano e competitivo do programa, onde ficava evidente o esforço emocional dos candidatos, à vontade e a entrega, sem se preocuparem com imagem. Houve equívocos, tal como um candidato que criou uma mirabolante história de conspiração do programa, achando ele que Aprendiz era um Big Brother, notoriamente manipulado pela Vênus Platinada e seu diretor, Boninho. Porém O Aprendiz não funciona assim, já que fica sempre evidente o resultado final das provas, minimizando a possibilidade de manipulação, embora erros de julgamento, inclusive por parte do apresentador, são plausíveis.

Não concordo com algumas provas que tem no programa, não acho que pedir esmola mostre a capacidade empreendedora de alguém, embora Justus discorde disso. Mas a prova final elucida a edificante contribuição de O Aprendiz para a televisão brasileira, exigiu várias competências de quem estava envolvido e mostrou que esse reality show não passa nem perto do buraco negro que é o Big Brother.

Quanto a final concordo com Walter Longo, Marina é ótima para trabalhar sozinha, seria uma perfeita candidata para Aprendiz - O sócio; mas acho que Karina, por ter espírito de líder agregador, tem perfil mais condizente com uma estagiaria que vai participar de programa de treine. Felizmente Karina recebeu uma proposta da Vivo, fazendo com que essa ótima candidata não seja desperdiçada.

Devido à repercussão do programa, a sétima edição também vai ser Universitária.

Demissão do João Granja, o candidato da "conspiração".


Final - Roberto Justus contrata Marina


O Impostor na difícil missão de encostar no topete de Roberto Justus.

0 comentários:

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin