A banda da latinha de refrigerante.


Inicio do século 21, o MP3 e a Internet de alta velocidade ainda engatinhavam no Brasil, o Orkut não existia, ou não era conhecido, e o ICQ ainda dominava os messengers. O pop rock brasileiro não tinha entrado na atual morosidade, porém as bandas Planet Hemp e Raimundos já davam sinais do final próximo.
O Jota Quest já era conhecido, a música Fácil ainda estava na memória dos brasileiros e o atual CD era bastante aguardado. Mas um fato curioso ofuscou o lançamento de Oxigênio, uma simples propaganda que a banda fez para o refrigerante Fanta Laranja.

Tal propaganda, como elucida Flausino numa recente entrevista para a revista Ragga, tirou do tumulo dezenas de “Fidéis e Che Guevaras”, que saíram gritando com foice, acusando a banda de vendida, comercial, a banda “da superexposição da chatice” do “fácil, extremamente fácil”. Tal turbulência ofuscou o lançamento do álbum e provocou até uma crise interna, que, mais maduros, foi resolvida.

A honestidade da banda, inclusive das declarações do vocalista Rogério Flausino, é louvável. Em nenhum momento eles escondem que são pop/rock, que buscam estar e continuar no main-stream e de serem ouvidos pelo maximo de pessoas possíveis. Nisso eu concordo totalmente, é um abuso bandas “alternativas” falarem que não almejam o sucesso, dinheiro e que fazem música por prazer; não duvido que realmente o façam por prazer, mas se dar ao trabalho de lançar CD e divulgar é porque almeja atingir um publico considerável, afinal, como eu disse no post “Escrever bem é ser lido”, se fazem a música só por prazer, porque então gravar e divulgar? Que toquem para os amigos numa rodinha de final de semana, já é mais que suficiente e prazeroso.

Quanto aos Fidéis, esses pseudo-socialistas aprendi a repudiar quando percebi que na faculdade eles não respeitavam o espaço educacional, fumando erva proibida em qualquer lugar, não compareciam as aulas e eram os primeiros a criticarem os professores, o curso e a instituição; vestiam trapos e escondiam que vinham de famílias abastardas, falsa hipocrisia e ideologia de pessoas que mal sabem o que é um mercado de capitais e se intitulam entendidos do “O Capital” de Karl Marx.

Não sou fã da banda, acho esses mineiros festivos e alegres apenas competentes, com algumas baladinhas bonitas e entusiasmadas. Na falta de um vídeo da famigerada propaganda, deixo um link para o clip de Oxigênio, clique aqui.

A última “vitima” do fenômeno Música X Merchandising é a Mallu Magalhães (16), que teve a sua música veiculada numa propaganda da operadora de telefonia Vivo. Graças a essa ação de marketing a música explodiu, a cantora ficou conhecida, o dinheiro ajudou na gravação do primeiro álbum de estúdio e Marcelo Camelo (30) descobriu o amor no fenômeno do folk alternativo brasileiro. Ah, claro, alguns pseudo-cult-babacas execraram a cantora após a propaganda. Só no Brasil mesmo, onde o sucesso é condenado e a comercialização do mesmo é um crime. Abaixo um vídeo da propaganda.



Em tempo: “Você é Coca ou Fanta”? Muito cuidado ao responder, Coca é hetero e Fanta é gay. Bobagem que demorei anos para entender.

14 comentários:

luiz disse...

eu curti a muzkinha
bem lgl
^^

se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

James Almeida disse...

Eu, ainda hoje, ouço muito a brincadeirinha da "Fanta-Coca".

Sou muito fã da banda Jota Quest. *-*

E esse negócio dos socialistas, acho tremenda bobagem. Se não querem viver de capital, vão passar fome? ¬¬

Rafael disse...

Aha Bem fERA legal .

=D

Juliete Souza disse...

A propaganda é tudo nos dias de hoje.

Astréia disse...

Poxa, estou boiando sobre essa questão da "Coca ser hetero e a Fanta gay". kkk. Nunca vi isso! Só sei que vc é bem provocativo em seus posts e isso é uma qualidade de poucos.

Parabéns!

http://palavrasdevaneios.blogspot.com/

Lemon Blog disse...

Obrigado!

Esconderijo disse...

Lembro muito bem dessa propaganda do Jota Q'uest. Fez época mesmo. Muito interessante.

Abs.

http://escondidin.blogspot.com/

N. Araujo disse...

primeiro gostaria de dizer que tambem nunca tinha entendido a pergunta "voce é coca ou fanta?" e agora que voce falou, nao vejo nexo ainda. se ao menos a fanta fosse rosa (?) ou serao todos os negros heteros (?)
enfim.
concordo com o que voce disse sobre as bandas e como é ridiculo esculaxar só porque a pessoa ganha dinheiro por vender sua força de trabalho! afinal, se só canta por cantar.. canta-se no chuveiro.
por outro lado achei preconceituoso seu comentário sobre os "pseudo-socialistas". Uma generalização que desvirtuou o resto do texto. Há verdades e exageros em todos os lugares.

É só,
parabens pelo blog.
até um dia! (ou não =) )

ameliaesta disse...

Gente, pra se continuar gravando se precisa gravar e fazer dinheiro, bando de fanta esses pseudo-intelectuais.
UAHUAHAUAHUAHA *-*

Marcus disse...

Tem muitas gente q toca por prazer, um exemplo, é a dupla Edson e Hudson, eles tocava sertanejo, mas o hudson gosta mesmo de rock, agora eles estão separando, eles são da minha cidade, hj o Hudson toca sempre em um barzinho aqui, com sua banda de rock.

Lucas Sasdelli disse...

Ele gosta de rock mas tocava sertanojo para ganhar dinheiro, hoje que ta rico deve tocar por prazer mesmo.

Obrigado pelo comentário.

Deni disse...

é os sintomas da evolução q faz com q esqueçamos as coisas antigas
gostosas.
legais
interessantes..
bondinho..
carroças..
trem..
cd novo..
vitrola..
musik boa..
icq paskpoaskoas
orkut no inicio d carreira quando se podia add tudo e todos kkkkkkk
deixar quantos scrap´s quisesse
ai ai aiai viow


brigado pela visita lá no
www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

tá convidad a retornar lá q tm 9dade
apokspaoskpaos.
abraço, sucesssooooo e bom feriadim!

Roberto Peçanha disse...

Adoro JQ, mas na época do Oxigênio estava passando pela crise "Sandy e Junior" o maximo que escutava era o inicio do Charlie Brown e Los Hermanos com "Ana Julia" ... ow seja nem lembro de tal fato ocorrido!

Gostei do q falow dos "Fideis"... gotas ácidas sempre corroendo seus texto... loko!

Malu Magalhães .. é linda .. vozinha de criança .. embalada com uma musikinha angelical.. a cara dela.. adoro a propaganda da vivo .. a voz dela ta muito mais bonita .. kem era ela antes do bonekinho do criança esperança dançar pa pa pa pá?! Tudo é marketing!

Thiago Terenzi disse...

O nível e a forma de se divulgar a propaganda depende da proposta da banda. No caso do Jota Quest, eles buscam um público geral, eles querem o maior número de fãs possível. eles querem um refrão "extremamente fácil pra você eu e todo mundo cantar juntos" - e eles fazem muito bem isso (ou faziam há alguns albuns atrás).

Mas outras bandas buscam públicos mais seletos (vejam, todas buscam um público, nenhuma quer tocar só na rodinha de amigos), e essas bandas que buscam outros tipos de público normalmente buscam formas menos diretas de se fazer propaganda.

Tudo depende do formato da banda e do público alvo. Particularmente, achei deselegante o chorão, depois de um discurso de "eu odeio hipocrisia", "não uso sapatos", "tenho atitude", "pau no cu dos mané" e "sou skatista e to lado do povo e da periferia" fazer uma propaganda da Coca-Cola (símbolo do capitalismo selvagem).

Postar um comentário

.

Links Legais

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin